Notícias

No encerramento do IX Citenel e do V Seenel, os congressistas vão poder visitar a Usina Cultural Energisa, um dos principais centros de irradiação da cultura no estado da Paraíba

Compartilhar Facebook Compartilhar Twitter Compartilhar Google Plus

No encerramento do IX Citenel e do V Seenel, os congressistas vão poder visitar a Usina Cultural Energisa, um dos principais centros de irradiação da cultura no estado da Paraíba. Mantida pela concessionária, com o apoio da Lei Rouanet, a Usina ocupa um conjunto de prédios, erguido em 1912 e tombado pelo patrimônio estadual. Nesse local, funcionou a primeira empresa de tração, luz e força da capital paraibana.

Em 2003, o local foi transformado em centro cultural, abrigando:

  • – galeria com ambiente climatizado, área livre de 72 m² e pé direito de 6 metros;
  • – café com capacidade para 100 pessoas e palco para apresentações teatrais, musicais ou recitais;
  • – sala multiuso Vladimir Carvalho, com capacidade para 200 pessoas;
  • – sala de exposições Alexandre Filho, com 52 m²;
  • – Espaço Energia, museu inovador de aprendizado sobre a história e o uso eficiente da energia elétrica.

O espaço conta ainda com uma lojinha de artigos culturais, lanchonete, estacionamento, bicicletário e espaço de convivência em jardins bem cuidados.

A Usina mantém uma programação contínua com foco na divulgação de manifestações culturais da Paraíba. São shows, exposições de artes plásticas, lançamentos de livros, feiras de artesanato e gastronomia, cursos e seminários.

Recentemente, o Espaço Energisa passou por uma grande reforma, modernizando instalações e adotando tecnologia de ponta. O museu tem agora um cinema 7D, experiências em realidade aumentada, interatividade com os ambientes por tablet, jogos eletrônicos, labirinto elétrico e até uma ecobike, que transforma as pedaladas em energia que pode ser usada para recarregar o celular. Todo o trabalho é voltado para educar a população para o uso consciente e seguro da energia. Em 2016, a Usina Cultural Energisa e o Espaço Energia receberam um público de 80 mil pessoas.

 

Bitnami